Encerrado até data a anunciar
SUBSCREVER NEWSLETTER
Todos os direitos reservados
© AMJP . 2016  /  ficha técnica
© joão morgado / 2013
Textos

 

> Entrevista de José Marmeleira a Sara Antónia Matos.
> Atelier-Museu Júlio Pomar,um espaço para se esculpir o tempo.
> 1 Ano Após
> Carta de despedida de Sara ao Júlio
> Entrevista de Catarina Fernandes a Sara Antónia Matos
> Entrevista de Teresa Santos a João Queiroz e Pedro Morais
> Entrevista de Alda Galsterer e Verónica De Mello a Sara Antónia Matos
> Entrevista de Sara Antónia Matos ao Jornal de Letras

 



Texto:
Entrevista a Sara Antónia Matos para o artigo “A TENTAR IMAGINAR O FUTURO: Hibernação, paragem, suspensão, annus horribilis, interrupção, espera, substituição.” da revista Contemporânea

Entrevista por:
José Marmeleira


Entrevista a Sara Antónia Matos [Directora do Atelier-Museu Júlio Pomar], por José Marmeleira em Março de 2020, para o artigo “A TENTAR IMAGINAR O FUTURO: Hibernação, paragem, suspensão, annus horribilis, interrupção, espera, substituição.” da revista Contemporânea

abrir texto (pdf)

topo

 



Texto:
Atelier-Museu Júlio Pomar, um espaço para se esculpir o tempo
Entrevista a Sara Antónia Matos Por Carolina Machado (revista UMBIGO #71 – Dezembro 2019)

Entrevista por:
Carolina Machado


Em 2020, o Atelier-Museu Júlio Pomar celebrará o seu sétimo aniversário. Sara Antónia Matos, diretora e curadora, di-lo firmado: um projeto consolidado, reconhecido. Há que continuar a «olhar em frente» – que é como quem diz: a «trabalhar sem medo e com honestidade», honrando a vontade do pintor. De preferência, au ralenti. Urge desacelerar o ritmo, até porque «[o] crescimento contínuo e extrativo pode tornar-se uma catástrofe». Contrariar-se-ão a voracidade e a ligeireza da ordem vigente. É preciso tempo – desde logo, para «não fazer nada».

abrir texto (pdf)

topo

 


 


Texto:
1 Ano Após

Texto de:
Sara Antónia Matos
[Directora do Atelier-Museu Júlio Pomar]

abrir texto (pdf)

topo

 


 

Texto:
Revisitar: olhar para a frente

Texto de:
Sara Antónia Matos
[Directora do Atelier-Museu Júlio Pomar]

Carta de despedida de Sara ao Júlio

abrir texto (pdf)

topo

 


 


Texto:
Entrevista de Catarina Fernandes a Sara Antónia Matos, Directora do Atelier-Museu Júlio Pomar, a propósito das relações entre arte e arquitectura.

Realização da entrevista e transcrição:
Catarina Fernandes

Edição:
Sara Antónia Matos

Revisão:
Graça Rodrigues


A entrevista decorreu em Julho de 2014, no âmbito da investigação de Catarina Fernandes, para o Mestrado Integrado em Arquitectura, do Departamento de Arquitectura da FCTUC, com o título de dissertação "A arquitectura do museu de arte: de arquivo a site-specific".

abrir texto (pdf)

topo

 


 

Texto:
Entrevista de Teresa Santos, Coordenadora do Serviço Educativo do Atelier-Museu Júlio Pomar, aos artistas João Queiroz e Pedro Morais, a propósito da exposição “Júlio Pomar – Obras da Coleção Millennium bcp”.

Edição:
Sara Antónia Matos
Graça Rodrigues


A entrevista decorreu em Agosto de 2014 e permite ao público explorar a obra de Júlio Pomar a partir da condução e do olhar dos artistas João Queiroz e Pedro Morais. Além de artistas, ambos foram professores, o que lhes confere uma capacidade de abordagem sobre a obra de Pomar simultaneamente livre e rigorosa, potenciadora da experiência artística. João Queiroz é pintor, conhecendo por dentro os mecanismos envolvidos na representação, e Pedro Morais, além de ser artista, teve contacto direto com Júlio Pomar em Paris, tornando-se íntimo das suas preocupações e aspirações plásticas.

abrir texto (pdf)

topo

 


 

Texto:
Entrevista a Sara Antónia Matos
Colectivo de Curadores (Alda Galsterer e Verónica De Mello) – Projecto MAP
http://www.projectomap.net/

no Atelier-Museu Júlio Pomar, 2015

Realização da entrevista e transcrição:
Alda Galsterer e Verónica De Mello.

Edição:
Sara Antónia Matos

Revisão:
Graça Rodrigues

abrir texto (pdf)

topo

 


 

Texto:
Entrevista de Sara Antónia Matos ao Jornal de Letras

Realização da entrevista:
Entrevista de Leonor Nunes
Jornal de Letras, Junho de 2018

abrir texto (pdf)

topo