Educational Files
Coordenação:
Teresa Santos
Visitas-Guiadas:
Mariana Ramos / Glória Oliveira
Oficinas:
Elsa Gonçalves / Luís Murtinha / Glória Oliveira / Berta Ehrich
Languages:
Português
Lisboa:
2013
Download:

A exposição deu origem a um conjunto de oficinas, cujos enunciados se apresentam de seguida, através das quais se explorou a obra de Júlio Pomar nas suas diversas vertentes, temáticas e metodológicas.


O Cavalo – Oficina de desenho
Orientação – Berta Ehrich, Glória Oliveira

Na obra de Júlio Pomar surgem vários animais convocando narrativas e alegorias. De entre os animais, destaca-se o cavalo que irrompe entre pinturas, desenhos, esculturas e gravuras, como que atravessando o espaço do Atelier-Museu. A partir deste imaginário e de um cavalo em tamanho real que vai habitar o museu por alguns dias, propõe-se aos participantes a realização de exercícios lúdicos, ilustrativos e narrativos com base na análise e exploração plástica.


Figura avulsa – Oficina de azulejo
Orientação – Elsa Gonçalves

A partir da observação dos azulejos de Júlio Pomar, existentes no pátio do Atelier-Museu, propõe-se a realização de uma pintura em azulejo que explore o bestiário presente na obra deste artista. Bestiário: touro, cavalo, macaco, tigre, elefante, camelo, veado, corvo, porco, mosca, tartaruga.


Oficina de Fotografia/Cianotipia
Orientação – Luís Murtinha

A partir das temáticas corpo e máscara, centrais na obra de Júlio Pomar, propõe-se aos participantes a elaboração de um projecto com carácter autoral, baseado na realização de imagens. Pretende-se que, no final da oficina, os participantes estejam aptos a fotografar com câmaras analógicas e digitais, e tenham um bom conhecimento do uso da luz em todo o processo fotográfico, desde a tomada de vista à materialização em papel ou ecrã.

Propõe-se, ainda, a execução de um dos processos alternativos ao tradicional uso de sais de prata. O processo da Cianotipia, que se pretende explorar, teve origem nos primeiros anos do século XIX. A utilização de materiais ferrosos sobre papel de desenho como suporte fotossensível, a exposição feita à luz solar e a revelação em água, tornam este processo ideal para sensibilizar os participantes para a descoberta das bases fundamentais e fundadoras da fotografia.


Oficina de desenho de modelo
Orientação – Berta Ehrich

Oficinas de desenho de observação e de experimentação recorrendo a modelos variados: máscaras, animais ou esqueletos, modelo vivo, entre outros objectos recorrentes na obra do artista.


A Cor – Oficina de composição plástica
Orientação – Elsa Gonçalves

A partir da observação das cores, presentes nas obras de Júlio Pomar, realizadas nas décadas de 1980 e 1990, propõe-se a realização de uma composição plástica, com recurso à utilização de canas e fios de algodão coloridos, de modo a reproduzir a gama cromática daquelas obras.


Hoje, fui ao museu, e tu? – Oficina Movimento de Arte Postal

Realização de um postal ilustrativo, contando a experiência do visitante e lançando o desafio ao destinatário para visitar e conhecer o Museu.

© AMJP / 2013

© teresa santos / 2013

© teresa santos / 2013

© teresa santos / 2013

© teresa santos / 2013

© teresa santos / 2013

© teresa santos / 2013