Outros Eventos
07.06.2018
17h

Este livro, editado pelo Atelier-Museu e pela Sistema Solar, partiu de um convite dirigido à historiadora Irene Flunser Pimentel para procurar desvendar o modo como se exerciam os mecanismos de censura e repressão, conducentes a diversos “apagamentos históricos”, sobre os quais se desconhece, em concreto, o modo como aconteciam.

Vencedora da 20ª edição do Prémio Pessoa – 2007, Irene Flunser Pimentel detém um vasto currículo sobre o período e instituições do Estado Novo, garantindo o acesso aos arquivos da Torre do Tombo, onde se encontram os dossiers e as “fichas da PIDE”.

Pela extensão e profundidade da sua investigação, o Atelier-Museu convidou Irene a publicar o seu estudo, que teve como ponto de partida a figura de Júlio Pomar.